Search
Close this search box.

O homem gosta do desprezo?

O homem gosta do desprezo?Afinal, o desprezo é algo atrativo? Rejeitar, por alguns momentos, servirá para ferver a paixão interna daquele que deseja e clama pela conquista? Bom, a resposta pode ser um pouco difícil de sintetizar, pois as nuances são discrepantes. Isso porque, amar é se doar, deixar-se levar e abraçar os riscos mesmo que uma tempestade esteja à volta.

Quando se fala em desprezo, não se deve vir logo à mente o pensamento de magoar uma pessoa, tratá-la mal ou ainda rejeitá-la constantemente a ponto desta perder o interesse. Não! O desprezo é o jogo de seduções, flertes e paquera. É uma provocação sutil que alimentará a chama que começa a criar labaredas dentro do homem conquistador.

Se fosse para resumir, a resposta sem dúvidas seria um sonoro “Sim”. O homem gosta do desprezo, do jogo e das artimanhas em meio às chances de conquista. O coração pode estar aberto, mas ele não precisa saber, não é mesmo? A ideia é fazer com que o interesse aumente progressivamente, as chances apareçam e ele possa perceber que a mulher que tanto ele almeja vale muito a pena.

O desprezo, no sentido do amor, é uma parte do flerte. Uma combinação de jogos que divertem, atiçam e exploram a valorização do outro. Uma mulher que despreza não é uma mulher mal educada, mas segura daquilo que ela deseja: alguém que a queira de corpo e alma, procure-a e saiba valorizar as dificuldades durante a conquista.

Ser uma mulher que despreza é o mesmo que ser difícil?

Na teoria, sim. Na prática, o desprezo incorpora a abertura e o desafio. Dessa maneira, desprezar faz parte das singelas provocações, mas sem deixar que a evolução natural da relação vigore. É importante ressaltar que o flerte incorpora esses jogos, mas em excesso eles podem vir a ser um tiro pela culatra. Portanto, a dosagem é necessária.

Mas evidenciando o caso de relação entre a mulher difícil e a mulher que despreza, temos dois cenários bastante particulares:

  1. A situação em que há um interesse, mas nenhum contato fora feito;
  2. A situação em que há um interesse e o contato já fora feito.

Na primeira situação, o desprezo se torna mais focado nos contatos iniciais, a partir da troca de olhares e gestos corporais, principalmente. Por meio deles é que começará a troca de ações recíprocas brandas, onde um olhar que carregue grande interesse, esteja acompanhado de uma virada de rosto com sutil toque de desdenho, como se a mira do olhar não fosse para a pessoa que chamou a atenção.

Já o segundo contexto engloba o momento dos primeiros encontros. A faísca dos olhares trocados já foi notada. Chegou a hora de começar com o jogo do beijo a ser ganho. O beijo é primeiro passo para algo mais. Manter a pessoa ansiosa por este momento faz parte do flerte. Um beijo é o momento mais íntimo de uma relação, pois ele é a porta aberta para uma maior intimidade entre os pares.

É a partir deste desejo do aproximar de lábios que o jogo da sedução se apropriará. Uma virada de rosto ao se aproximar. Um esfregar da mão na outra. Um leve toque de pernas. Deixando a entender o que se deseja, mas desprezando, da mesma forma, aquilo que ele mais quer.

Tudo que vem fácil vai ao primeiro suspirar de brisa

É preciso entender que a facilidade é algo que não acostuma bem qualquer pessoa. Ter as coisas fáceis tira a adrenalina de qualquer ação. O amor nunca deixa de ser um pequeno jogo entre duas pessoas. A conquista necessita tempo. Nenhuma flor desabrocha sem semear e aguar. No amor é similar, sem que aja o primeiro contato, um pouco de jogos e uma pitada forte de flerte, ele jamais brotará.

O desprezo suave faz parte disso. O instinto natural de todo homem é a busca pelo desafio. É assim que ele valoriza aquilo que consegue. É dessa forma que ele agradece pelo que está ao seu lado. É como ele abraça o que levou um tempo precioso para ter e pensa em como cada segundo valeu a pena, já que a sensação só melhora ao saber que a pessoa abraçada merece o carinho de todo os dias… de toda a hora.

Texto escrito por Má Guimarães

Clique aqui para ler mais textos de Má Guimarães

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Mais

Amor

Faça por você, não por ele

Quantas vezes nos colocamos em segundo plano para fazer a vontade da pessoa amada, são diversas as ocasiões que abrimos mão do nosso aprazimento para

Ler mais »
como provocar um homem
Sexo

Como Provocar um Homem

Você quer saber como provocar um homem de uma maneira diferente? Continue lendo, pois irei te ensinar como provocar um homem sem precisar tocar um

Ler mais »